Cancer de cabeça e pescoço

Câncer de cabeça e pescoço: conheça os sintomas

“Câncer de cabeça e pescoço” é um termo utilizado para descrever neoplasias malignas que ocorrem na região aerodigestiva superior.

O dia 27 de julho é marcado como o “Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço” pela Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço (IFHNOS) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP). No entanto, o mês todo, chamado de Julho Verde, é dedicado ao enfrentamento de um dos cânceres mais comuns que acomete principalmente homens.

O que é o Câncer de cabeça e pescoço?

“Câncer de cabeça e pescoço” é um termo utilizado para descrever neoplasias malignas que ocorrem na região aerodigestiva superior dividida em:

  • Cavidade oral (lábios, língua, assoalho da boca e céu da boca)
  • Seios paranasais (frontais, maxilares, etmoidais e esfenoidais)
  • Faringe (Nasofaringe, orofaringe e hipofaringe)
  • Laringe (glote, supraglote e subglote)
  • Glândulas salivares
  • Ossos da face
  • Músculos e nervos da tireoide
  • Pele da cabeça e pescoço
 áreas de cancer de cabeça e pescoço

Segundo os dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2019 ocorreram 20.722 mortes por câncer de cabeça e pescoço. A estimativa da incidência de câncer de cavidade oral e laringe é de cerca de 15 mil casos por ano.

Tipos de câncer de cabeça e pescoço

A maioria dos cânceres de cabeça e pescoço são carcinomas de células escamosas. Estes carcinomas se desenvolvem a partir do epitélio da mucosa na cavidade oral, faringe e laringe e representam cerca de 90% dos casos de câncer de cabeça e pescoço.

Existem cinco tipos principais deste câncer e são divididos de acordo com a localização em que ocorre:

  1. Câncer de cavidade nasal e seios paranasais
  2. Câncer oral e orofaríngeo.
  3. Câncer nasofaríngeo
  4. Câncer de glândula salivar
  5. Câncer de laringe e hipofaringe

Outros tipos de câncer podem ocorrer na região da cabeça ou pescoço como nos olhos, cérebro ou esôfago, no entanto não fazem parte deste grupo uma vez que o diagnóstico e tratamento se diferem.

Principais fatores de risco

Estudos epidemiológicos revelaram uma ampla gama de fatores de risco para câncer de cabeça e pescoço. Entre eles estão:

Tabagismo: O tabagismo está associado a cerca de 80% dos casos de câncer de cabeça e pescoço. Este fator inclui o uso de cigarros, cachimbo, charutos, mastigar tabaco ou uso de rapé. O efeito de cigarros eletrônicos ainda está sendo analisado. Por outro lado, sabe-se que o fumo passivo também pode aumentar o risco do desenvolvimento de câncer.  Além disso, o alto consumo de tabaco também pode interferir no diagnóstico e portanto na chance de recuperação.

Etilismo: o consumo frequente e excessivo de álcool é responsável por um aumento no risco do desenvolvimento de cânceres. Estudos mostraram que o uso de álcool está associado a 50% dos casos de câncer de cabeça e pescoço.

Papiloma vírus humano (HPV) : Este vírus causa lesões cutâneas e nas mucosas de humanos que podem evoluir para tumores. Existem diferentes cepas de HPV, sendo algumas delas fortemente associadas a certos tipos de câncer. HPV 6 e 11 são responsáveis ​​pela ocorrência de papilomatose respiratória recorrente. Já a cepa HPV16 causa, predominantemente, carcinomas de células escamosas do cabeça e pescoço. O HPV é uma doença sexualmente transmissível, no entanto já existe vacina para proteger das principais cepas do vírus.

Vírus Epstein-Barr: Também conhecido como herpesvírus humano 4, causador da mononucleose, popularmente chamada de doença do beijo. A infecção por este virus é responsável por um aumento no risco de câncer nasofaríngeo.

Exposição a agentes carcinogênicos: Entre os principais agentes responsáveis pelo aumento do risco de desenvolvimento de câncer estão a 1- exposição prolongada ao sol, principalmente ligado ao câncer de lábio e câncer de pele desta região; 2- inalação de fumaça, pó de madeira e produtos químicos; 3- A exposição à radiação que está associada principalmente ao câncer de glândula salivar.

Falta de higiene dental: A má higiene bucal pode causar uma desregulação da microbiota oral, resultando em inflamações que contribuem para o desenvolvimento de tumores na cavidade oral.  

Genética: A principal causa genética relacionada ao desenvolvimento de câncer de cabeça e pescoço é a Anemia de Falconi, uma doença genética rara que afeta genes envolvidos no reparo do DNA. A doença é causada pela mutação de qualquer um dos 22 genes FANC, que aumenta de 500 a 700 vezes no risco de desenvolver neoplasias malignas na cabeça e pescoço.

Saiba mais sobre os fatores genéticos e o desenvolvimento de outros tipos de câncer no conteúdo de oncologia da Varsomics

ebook genoma humano

Sintomas de câncer de cabeça e pescoço

Os sintomas do câncer de cabeça e pescoço dependem do local onde ocorre. Os principais sintomas que devem ser observados são:

  • Dor ou dificuldade de engolir
  • Alteração na voz ou Rouquidão
  • Corrimento nasal
  • Nódulos no pescoço
  • Manchas avermelhadas ou brancas na boca
  • Lesões nos lábios
  • Dor de ouvido
  • Aftas que não cicatrizam

Diagnóstico do câncer de cabeça e pescoço

As técnicas de diagnóstico incluem exame de sangue, biopsia da área suspeita, Nasofibroscopia (exame endoscópio para avaliar a cavidade nasal e laringe), entre outros.

Quando diagnosticado de forma precoce a chance de cura para neoplasias malignas na cabeça e no pescoço é de 90%, em estado avançado é de 40%. No entanto, cerca de 76% dos casos são diagnosticados em estágio avançado.

Como se proteger?

As principais medidas protetivas do desenvolvimento de câncer de cabeça e pescoço inclui uma boa higienização oral, evitar a exposição prolongada ao sol sem proteção, ter uma alimentação balanceada, evitar o uso de tabaco e bebidas alcóolicas em excesso, proteção contra doenças sexualmente transmissíveis e acompanhamento periódico de um médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Relacionados